Crítica: Confissões de Adolescente

Crítica: Confissões de Adolescente

O filme “Confissões de Adolescente” é uma adaptação da peça e série, sucessos da década de 1990, escrito por Maria Mariana. A autora começou a escrever a obra aos 13 anos, trazendo riqueza e vivacidade à trama.

O filme retrata a vida de quatro irmãs – adolescentes – que moram com o pai (Cássio Gabus Mendes) e estão tendo problemas financeiros. Tina (Sophia Abrahão), Bianca (Bella Camero), Alice (Mallu Rodrigues) e Karina (Clara Tezzi), todas de idades diferentes e vivendo momentos distintos. Tina é a mais velha e mora sozinha em um apartamento alugado em Niterói, onde cursa a faculdade de Direito e luta para encontrar o primeiro emprego e vive o “vai e volta” com seu namorado riquinho. Já Bianca é a menos resolvida e enfrenta as dúvidas de escolher uma profissão no ano de vestibular e questionamentos internos. A trama de Alice gira em torno da primeira vez com o namorado e as consequências que isso pode trazer, enquanto Karina vive as emoções do primeiro namoradinho e aquela fase onde as meninas são bem mais maduras que os meninos da mesma idade.

A trama trabalha com leveza os conflitos da adolescência e Maria Mariana soube conduzir com doçura os conflitos e incertezas da fase mais gostosa da vida. Temas como homossexualidade, bullying e  gravidez precoce não são retratados de maneira desgastada como é comum nos dramas adolescentes.

Há 20 anos a peça foi escrita e – apesar das pequenas adaptações – continua bastante fiel ao mundo desses jovens, que hoje é controlado pela internet. Entre as curiosidades do filme está o fato das atrizes principais não usarem maquiagem alguma, a participação das meninas da série original dando um ar de nostalgia aos velhos fãs e ainda o fato do filme não ter tido roteiro, os atores improvisaram do início ao fim, somente seguindo um script de base, mas sem falas bem marcadas.

O enredo é rico e gera grandes doses de gargalhadas e identificação, ou seja, é um prato cheio para os adolescentes – e até mesmo os mais velhinhos – sentirem catarse.

(Carolina Michels)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s